domingo

A IMPORTÂNCIA DOS "R"s

Antes de pensar e separar os materiais para reciclagem, é preciso produzir menos lixo, evitando gastos desnecessários e ainda usar novamente objetos, produtos, materiais que podem ser úteis de outra forma.

Reduzir o consumo do que é desnecessário. Evitar o uso de artigos não essenciais.
Reutilizar as coisas. Use-as todas as vezes que for possível, inclusive utilize sua criatividade para encontrar alguma utilidade em seu benefício, em vez de jogá-las fora.
Reciclar os detritos, desperdícios e resíduos para obter materiais que possam se utilizados na elaboração de novos produtos, sem necessidade de recorrer a matériais primas. Implica, ainda, poupar energia e reduzir a poluição.
Recuperar restos de materiais que geralmente são despediçados. Acontece com muita freqüência na indústria. A nova tecnologia preocupa-se muito em fabricar equipamentos industrias com alta capacidade de aproveitamento de restosde de matérias primas ou simplesmente não produzir restos. Embora os primeiros passos para afastar-nos da sociedade do desperdício apontem para a reciclagem, a solução a longo prazo depende mais da redução da quantidade de dentritos que produzimos. O primeiro passo é eliminar o excesso de recipientes e embalagens. Como poderíamos consegui-lo?

Os governates: aprovando normas que obriguem os fabricantes a diminuir os desperdícios ou criando impostos extras para os excessos;
Os consumidores: como você, não comprando esses produtos e acostumando-se a fazer compras com sacolas de tecido (lona) ou de qualquer outro material que possa se utilizado várias vezes.

Fonte:
Apostila sobre resíduos sem autoria.
Obs.: Eu gostaria muito de saber quem escreveu esse
texto, para poder ser postado devidamente o nome do autor.

Um comentário:

Graça disse...

Já conheço alguém que faz essa campanha mesmo que não seja com tanta intensidade.
Mas já é uma luz no fim do túnel.
Quando uso bolsa uso também essa metodologia.

Parabéns pelas informações.